quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

PIERRE AUGUSTE RENOIR

Nasceu - Lemoges - França - 1841
Morreu - Cagnes  - França - 3 de Dezembro de 1919

Banhista sentada (1892) 

Óleo sobre tela 81x65cm -Coleção Lehmann,Nova York (EUA)


O artísta viveu uma espécie de revolução ao abandonar o chamado período seco e começar,a partir de 1888, a produzir uma obra de muito mais força pictórica,com cores fortes.
Eram telas como A BANHISTA SENTADA, na qual a jovem mulher que  não esconde certo ar de adolescência no rosto,predomina no centro da tela, mas ainda assim não transforma a pintura num simples retrato.
Renoir usa o cenário, o naturalismo do bosque, como pano de fundo incorporado a mulher.  Nessa tela, fez da natureza seu estúdio.
Alguns críticos vêem nas obras dos últimos quinze anos de vida de Renoir detalhes fortes do Fauvismo.
A BANHISTA SENTADA ainda não faz parte desse período, mas traz a força da mudança pela qual a obra do pintor caminhava.
Na arte, assim como na natureza, o que consideramos novidade não é nada além de uma continuação mais ou menos modificada do que era considerado antigo, explicou Renoir.


Renoir foi também um escultor original

A lavadeira - 1916

Instituto de Artes de Detroit. (USA)

O reumatismo que atacou fortemente Renoir após seus 60 anos acabou por liberta-lo para uma nova forma de arte. 
Chegando a pesar apenas 48 quilos, depois de 1910 não se movimentava nem com muletas e permanecia preso a uma cadeira de rodas.
Já não tinha firmeza no corpo, sendo obrigado a pintar com os pincéis amarrados às mãos.
Foi nessa época que Renoir fez-se, também, escultor: mãos alheias transportavam para a argila a criatividade do artísta de telas  já consagradas. O jovem espanhol Richard Guino foi um ajudante sensível, que elaborava as esculturas de acordo com os desenhos esboçados por Renoir.
De sua cadeira de rodas, com sua bengala, o artísta dirigia o jovem, indicando:
mais para cima, mais redondo,mais para baixo,menor...
Renoir e Guino compenetraram-se e afinaram-se tão bem que a comunicação entre eles era feita quase que exclusivamente por pequenos sons, exclamações e ruidos de aprovação de Renoir. Assim nasceram esculturas que nunca foram tocadas pelas mãos do artísta francês, mas que eam resultado de criações de seu espirito e de seu ideal de beleza humana.
Foram sua obras mais originais.

 

7 comentários:

  1. Olá!!!! Passando para conhecer o seu Blog que é muito criativo e interessante.
    Já estou te seguindo e te convido á participar do meu Blog de divulgação a AGENDA DOS BLOGS. O seu Blog é muito bom e precisa ser divulgado.Passa lá e se inscreva!!! Bjs!!
    HTTP://www.agendadosblogs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Seu blog é D+! Obrigada por me seguir! Coloquei minha foto para você.Beijos,Lylian

    ResponderExcluir
  3. Oi obrigada pelo carinho deixado em meu blog . Seguindo seu blog .
    bjus!

    http://portifoliobety.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já está chegando o Natal
    ‘*’
    ‘*’ ‘*’
    ‘*’ ‘*’ ‘*’
    “””U”””
    Quero ser uma das primeiras pessoas a lhe enviar uma árvore de Natal.
    Tenha um fim de semana abençoado.
    Bju
    Toninha

    ResponderExcluir
  5. Conheci seu espaço através do Agenda de Blogs, muito bom, ja estou ficando...

    Abçs
    Mynda

    ResponderExcluir
  6. Bom dia, tudo bem?
    Também faço parte do Blogueiras Unidas e entrei para conhecer seu cantinho, parabéns está lindo e muito organizado, Já estou seguindo. Depois passa lá no meu para conhecer também e se puder siga de volta, muito obrigada, bjs
    http://encantosempontocruz-barbie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. ADORO AS TELAS DE RENOIR, BOM NATAL AMIGA!!! BEIJOS.

    ResponderExcluir